Enable JavaScript to visit this website.
Saúde e Proteção

Como fortalecer a imunidade de seu filho

Seção: 
Saúde e Proteção
Body top: 

O corpo possui um sistema de defesa contra agentes causadores de doenças, como vírus, bactérias e fungos. Ao nascer, o bebê é protegido contra as infecções pela imunidade inata, um sistema que protege o corpo de uma forma genérica. À medida que cresce, a criança desenvolve a imunidade adquirida, um sistema de defesa mais complexo, capaz de produzir vários tipos de anticorpos, células e mecanismos de proteção mais específicos.
A imunidade adquirida se fortalece sempre que o corpo entra em contato com um micro-organismo diferente. Desta forma, o sistema imunológico aprende a identificar as características de cada agente invasor e a criar anticorpos específicos contra esses microrganismos. Em geral, o sistema imunológico da criança já está bem desenvolvido por volta dos sete anos¹.

Content image: 
Text overlapping image: 

Durante a gestação, a mãe passa os seus anticorpos para o feto, por meio da placenta e do cordão umbilical. Esse processo continua com a amamentação. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o leite materno seja o único alimento do bebê até os seis meses de idade. A partir deste período, a amamentação deve ser complementada por alimentos sólidos de forma progressiva em textura e frequência, até os dois anos ou mais².

Body text below image: 

Além de contribuir para o crescimento e desenvolvimento, a alimentação saudável fortalece o sistema imunológico da criança, prevenindo anemia, obesidade e doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão e diabetes. Os pais devem incentivar seus filhos a consumir frutas, verduras e legumes, oferecendo uma alimentação variada, rica em vitaminas, cálcio, ferro e outros nutrientes importantes para essa fase da vida (saiba mais aqui sobre os alimentos que favorecem a imunidade infantil)³.
A qualidade do sono tem grande influência na consolidação da imunidade infantil. Durante o descanso, o organismo libera o hormônio do crescimento e produz uma grande quantidade de elementos relacionados à produção de anticorpos. A falta de sono aumenta as substâncias inflamatórias no organismo, prejudicando a ação das células de defesa, encarregadas de combater as infecções.

Bottom - Subtitle Body: 

Cuidados como lavar as mãos, a limpeza do corpo e a escovação regular dos dentes após as refeições são essenciais para manter a saúde da criança. Porém, os pais devem estimular brincadeiras ao ar livre, com a terra e com os animais de estimação. Essas atividades são importantes porque colocam as crianças em contato com vários micro-organismos existentes na natureza, o que fortalece o sistema imunológico.
A melhora do mecanismo de defesa do organismo também está associada à prática regular de atividade física, porque ela promove o aumento dos linfócitos, um dos tipos de células de defesa do organismo, que ajudam na eliminação de microganismos invasores. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda a atividade física frequente na infância, com o tipo, intensidade e duração de acordo com a faixa etária (confira aqui as recomendações).

Referências:
 
1. ABUL K. Abbas e outros. Imunologia Básica – Funções e Distúrbios do Sistema Imunológico.  Elsevier, 2003.
2. CARDOSO, Ary.  A importância da nutrição para a saúde atual e futura do lactente, Revista Pediatria Moderna, fevereiro 15, volume 51, N 2.
3. Manual de Orientação.  Departamento de Nutrologia. Sociedade Brasileira de Pediatria.

Matérias
Relacionadas

Compartilhar com a família a emoção do nascimento de uma criança é sempre um momento especial.  Mas parentes e amigos devem tomar alguns cuidados na hora de visitar o recém-nascido, porque a fragilidade de seu organismo pode deixar o bebê exposto a infecções.
Por isso, os visitantes devem estar atentos a alguns cuidados para preservar a saúde do pequeno. Confira aqui algumas regrinhas básicas para fazer desta visita tão esperada uma experiência inesquecível:

A atividade física é fundamental para o crescimento e desenvolvimento saudável das crianças. A prática regular de esportes e exercícios físicos contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, porque ajuda a aumentar o número de linfócitos, um dos diversos tipos de células de defesa do organismo. Conhecidos por glóbulos brancos, eles destroem as células defeituosas, como as células tumorais ou infectadas por vírus.
 
Embora o estímulo à prática de atividades físicas seja importante, os pais não devem impor sua preferência esportiva aos filhos. O ideal é incentivar as crianças a experimentar diferentes modalidades para descobrirem o que mais gostam de fazer! Atividades agradáveis e seguras como caminhar, andar de bicicleta, nadar, jogos e brincadeiras coletivas, são boas opções que contribuem para melhorar o aspecto físico, emocional e social da criança.

Muito se fala sobre os benefícios da amamentação para a saúde do bebê e da própria mãe. Realmente, as mamadas estimulam o sistema imunológico da criança, diminuindo o risco de doenças importantes, como pneumonia, otites, alergias, desnutrição e problemas gastrointestinais. O ato de mamar também estimula as funções de mastigação, deglutição, respiração e articulação dos sons da fala¹. Mas os benefícios não param por aí. Há, também, um forte aspecto afetivo envolvido no aleitamento materno, que proporciona ao bebê uma experiência carregada de segurança emocional.

Quando o assunto é imunidade infantil, dormir bem é tão importante quanto alimentar-se de forma equilibrada e praticar atividades físicas compatíveis com a idade. É durante o descanso que o corpo libera o hormônio do crescimento e o cérebro assimila tudo aquilo que a criança vivenciou durante o dia, favorecendo o aprendizado e a memória.

Matérias
Relacionadas

Compartilhar com a família a emoção do nascimento de uma criança é sempre um momento especial.  Mas parentes e amigos devem tomar alguns cuidados na hora de visitar o recém-nascido, porque a fragilidade de seu organismo pode deixar o bebê exposto a infecções.
Por isso, os visitantes devem estar atentos a alguns cuidados para preservar a saúde do pequeno. Confira aqui algumas regrinhas básicas para fazer desta visita tão esperada uma experiência inesquecível:

A atividade física é fundamental para o crescimento e desenvolvimento saudável das crianças. A prática regular de esportes e exercícios físicos contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, porque ajuda a aumentar o número de linfócitos, um dos diversos tipos de células de defesa do organismo. Conhecidos por glóbulos brancos, eles destroem as células defeituosas, como as células tumorais ou infectadas por vírus.
 
Embora o estímulo à prática de atividades físicas seja importante, os pais não devem impor sua preferência esportiva aos filhos. O ideal é incentivar as crianças a experimentar diferentes modalidades para descobrirem o que mais gostam de fazer! Atividades agradáveis e seguras como caminhar, andar de bicicleta, nadar, jogos e brincadeiras coletivas, são boas opções que contribuem para melhorar o aspecto físico, emocional e social da criança.

Muito se fala sobre os benefícios da amamentação para a saúde do bebê e da própria mãe. Realmente, as mamadas estimulam o sistema imunológico da criança, diminuindo o risco de doenças importantes, como pneumonia, otites, alergias, desnutrição e problemas gastrointestinais. O ato de mamar também estimula as funções de mastigação, deglutição, respiração e articulação dos sons da fala¹. Mas os benefícios não param por aí. Há, também, um forte aspecto afetivo envolvido no aleitamento materno, que proporciona ao bebê uma experiência carregada de segurança emocional.

Quando o assunto é imunidade infantil, dormir bem é tão importante quanto alimentar-se de forma equilibrada e praticar atividades físicas compatíveis com a idade. É durante o descanso que o corpo libera o hormônio do crescimento e o cérebro assimila tudo aquilo que a criança vivenciou durante o dia, favorecendo o aprendizado e a memória.

siga-nos